quarta-feira, abril 24, 2024
InícioCotidianoPanthio mostra maior centro de juventude abandonado e retrata desprezo de Bocalom...

Panthio mostra maior centro de juventude abandonado e retrata desprezo de Bocalom ao esporte e lazer na capital

Publicado em

O Ativista político Francisco Panthio mostrou um pouco do que foi a trágica gestão Bocalom na efetivação das políticas públicas voltadas ao esporte.

No maior centro de juventude e lazer da capital, o SEJA do Aeroporto Velho, o ativista político Francisco gravou mostrando ausência de ações nos finais de semana – uma rotina antes de o prefeito Bocalom assumir.

Ele fala do quanto o desprezo pelos jovens é prejudicial para o desenvolvimento social e para a construção de uma política de paz entre os moradores da região. “Eu sempre que passou aqui aos domingos ficou intrigado com esse vazio do maior espaço lazer da capital. Não se ouve um barulho de apito, não se ouve um barulho de bola e de alguém pedindo toca a bola para mim”, disse.

Na parte final do vídeo ele diz: “vou cobrar de Marcus Alexandre que quando volte a prefeitura ele retome tudo que está parado pela trágica gestão Bocalom.

Veja o vídeo acima.

Copiar

Últimas Notícias

Testemunha diz que servidores da prefeitura “levaram” as peças mais valiosas dos 10 tratores agrícolas abandonados na Sobral

A caixa satélite da planetária de todos os tratores agrícolas que se encontram abandonados...

PF faz buscas na casa de suspeito por pedofilia, em Rio Branco

A Polícia Federal deflagrou, nesta quarta-feira (24/4), a Operação Videochamada, que visa combater a...

A frota fuleira do Bocalom: mais um pneu cai e causa gritaria em ônibus, nesta 4ª

O pneu de um ônibus que faz a linha do Calafate desprendeu do eixo...

Vídeo do deboche em Paris: operação contra jogos de azar apreende bens e bloqueia contas de mais 4 influencer´s do Acre

A influencer acreana Gleyna Natasha Silva debochou, debochou....até que foi acordada pela polícia, na...

Serviço Social do Hospital do Idoso proporciona reencontro de paciente separado da família há 30 anos

Morador de Acrelândia, interior do Acre, Gilberto Lima, de 76 anos, reencontrou a família,...

Você não pode copiar o conteúdo desta página