segunda-feira, abril 22, 2024
InícioDESTAQUE"Piranha e metodologia de B...": comissão decide futuro de aluno de Medicina...

“Piranha e metodologia de B…”: comissão decide futuro de aluno de Medicina da Ufac por violência moral contra professora

Publicado em

O Conselho Universitário da UFAC decide nesta sexta-feira sobre a conduta de um acadêmico do Curso de Medicina que, em sua rede social (Twitter), cometeu violência moral contra uma professora.

“A professora consegue manter uma conduta invejável. A metodologia dela é sempre bosta”, escreveu ele no Twitter em outubro de 2022.

Nos comentários, outra ofensa foi trazida a uma Comissão de Inquérito Disciplinar composta para investigar o caso

“Bicho, essa piranha quer que eu vá pra aula na véspera da prova do Leandro. Vou porra. Tá maluco (sic)”.  

 

 

A reportagem teve acesso ao parecer da comissão que concorda com a suspensão do aluno por 60 dias. Esta punição já foi decidida pela Administração Superior da Ufac, mas ainda não implementada por que o acusado recorreu.

Ele confessou o crime e não tem antecedentes, reagiu a defesa do acadêmico que considerou a punição “desproporcional”.  Porém, o relatório da comissão viu agravantes que devem ser considerados, como o fato de a professora ter sido tratada como se fora uma prostituta, mulher de programa, meretriz (veja acima).

“Um aluno de alto desempenho, mas sem qualquer respeito pelo ser humano, pelo professor, pela mulher, que normaliza fazer esse tipo de coisa em redes sociais. Que tipo de médico será? A professora não fez nada, foi uma vítima gratuita dele”, opinou um docente ouvido pela reportagem.

Repúdio

À época, a Associação Médica do Acre emitiu nota de repúdio à postura do aluno. Leia abaixo:

A Associação Médica do Acre, federada da Associação Médica Brasileira e entidade representativa dos médicos do Estado do Acre desde 1976, vem a público manifestar repúdio em desfavor do SR. VICTOR HUGO ARAÚJO MEIRELES DA SILVA, acadêmico do curso de Medicina da Universidade Federal do Acre, em atos proferidos em rede pública de internet contra a médica e docente do curso de Medicina, Dra. Jene Greyce Cruz, utilizando-se de palavras de baixo calão e em tom extremamente pejorativo. Trata-se de prática recorrente, em comportamentos inadequados e antiéticos contra docentes e outros colegas acadêmicos do curso de Medicina, que ferem os limites éticos e morais da formação médica e do Código de Ética dos Estudantes de Medicina.

Dra. Jene Greyce é médica no Estado do Acre desde 1997, exercendo a profissão por meio da assistência, pesquisa e docência, estando como professora da Universidade Federal do Acre desde os primórdios do curso de Medicina, no ano de 2006, ajudando a formar centenas de profissionais médicos no estado desde então. Atualmente coordena as disciplinas de Otorrinolaringologia, Bioética e História da Medicina do curso de Medicina da UFAC, além de trabalhar ativamente na defesa de uma medicina ética e de qualidade ao longo de sua história, como presidente da Associação Médica do Acre, conselheira do Conselho Regional de Medicina do Estado do Acre e hoje conselheira do Conselho Federal de Medicina.

Do ponto de vista da Bioética, desde a época de Hipócrates, existe a recomendação da imperiosa necessidade de respeito dos alunos para com seus educadores em prol da formação de bons médicos. Portanto, sendo o curso de Medicina da UFAC prestigiado espaço de formação médica de qualidade, urge a tomada das medidas administrativas cabíveis e à altura do fato público em questão.

Dra. Ana Isabel Coelho Montero
Vice-Presidente Associação Médica do Acre

 

Copiar

Últimas Notícias

Às 17 horas: “Farra na República Gourmet” neste domingo tem cerveja a R$ 0,99 e entrada liberada para mulheres

O Pagode já tradicional na República Gourmet tem novo horário. Começa logo mais à...

Jantar em Brasília: Gladson, Socorro Neri e Aberson reafirmam unidade do PP e tratam Alysson como “prefeiturável”

O governador Gladson Cameli, presidente estadual do PP, o secretário Aberson Carvalho (Educação), presidente...

9 mil motoristas do Acre estão com o exame toxicológico vencido e podem perder o direito de dirigir

Dados do próprio Departamento Estadual de Trânsito (DETRAN/AC) apontam que cerca de 9 mil...

Vem, Aedes aegypti: a água escassa, suja e parada na fonte que não funciona em frente à prefeitura de Rio Branco; VÍDEOS

Aquela mega reforma em tons de azul. Lembram? Desbotou. A Praça da Revolução parece ter sido preparada...

Calote no povo: as 1001 casas do Bocalom, que seriam entregues daqui a 24 dias, ficaram pra depois das eleições

A assessoria da Prefeitura de Rio Branco informou que as 1001 unidades habitacionais prometidas...

Você não pode copiar o conteúdo desta página