sábado, junho 22, 2024

Top 5 desta semana

Notícias relacionadas

TJ – Acre rejeita “legítima defesa” e manda ex-sargento a Júri Popular por matar adolescente

Em novembro do ano passado, o ex-sargento PM Erisson Nery foi pronunciado para responder em júri popular pela morte do adolescente Fernando de Jesus, de 13 anos.
Mas a defesa recorreu da decisão da 1ª Vara do Tribunal do Júri.
No recurso, o advogado Carlos Vinicius alegou que o Erisson agiu em legitima defesa. “O menor estava na casa do Nery, armado, e foi na direção dele. Ele agiu em legitima defesa ao atirar no adolescente” disse o advogado
O recurso em sentido estrito contra a decisão de pronúncia seria julgado nesta segunda-feira, 13, mas não foi conhecido pelos desembargadores que compõem a Câmara Criminal do TJ.
Carlos Vinicius disse ainda que vai voltar a questionar a sentença junto ao Tribunal de Justiça do Estado.
Erisson Nery foi pronunciado para ir a júri popular por homicídio qualificado e por alteração da cena do crime.
Consta na denúncia do Ministério Público do Acre, que os fatos, ocorreram em 2017, quando a casa do ex-militar foi invadida por desconhecidos.
Durante o furto, o adolescente Fernando de Jesus, acabou morto a tiros por Erisson Nery.
O advogado disse ainda, que se o recurso for negado pela Câmara Criminal vai recorrer ao Superior Tribunal de Justiça (STJ), em Brasília.

Você não pode copiar o conteúdo desta página