sexta-feira, julho 19, 2024

Top 5 desta semana

Notícias relacionadas

Empresário do AC é condenado a 40 anos por usar conta de terceiros para lavar dinheiro do tráfico

A Justiça do Acre condenou o empresário Eliezer de Souza Brito, principal alvo da operação “ Tricoat”, deflagrada pela Polícia Federal. A decisão foi do Juizo da Vara de Delitos de Organizações Criminosas da Comarca de Rio Branco.
O empresário, mais conhecido como “Varão”, foi condenado por tráfico interestadual de drogas  e lavagem de dinheiro por 11 vezes, “por meio da prática de pulverização de valores em ilícitos em contas de pessoas físicas”, ou seja, ele depositava dinheiro oriundo do tráfico de drogas em contas de terceiros.
A soma das penas de Eliezer totalizou 40 anos 9 meses e 27 dias de prisão.
O empresário foi preso em abril do ano passado.
A ação, que apurava os crimes de tráfico interestadual de drogas e lavagem de dinheiro, ocorreu no Acre e também em outros seis estados.
A investigação começou em 2022, e apontou um esquema de envio de drogas via terrestre para seis estado, principalmente da região nordeste.
Na época, a Policia Federal cumpriu  24 mandados de busca e apreensão e dois de prisão preventiva.
Para lavar os valores provenientes dos crimes, Eliezer, segundo a denúncia, utilizava um comercio em Rio Branco e simulava o funcionamento regular do estabelecimento para justificar o dinheiro e bens obtidos com o lucro do tráfico de drogas.
Três dias após  a operação ser realizada, um advogado que teria tentando extorquir o empresário  foi preso.
Um estagiário da Vara de Delitos de Organizações Criminosas, que vazou a informação da prisão de Eliezer  para o advogado, também chegou a ser preso pela Polícia Federal.
A defesa do empresário ainda pode recorrer da decisão à Câmara Criminal do TJ.

Você não pode copiar o conteúdo desta página