sábado, junho 22, 2024

Top 5 desta semana

Notícias relacionadas

Higienização de veículos: Casa Civil desmente o deputado Emerson Jarude

Na nota abaixo, o chefe da Casa Civil, Jonathan Donadoni, diz que a adesão ao registro de uma ata de preços não ensejou em nenhum gasto pelo Governo do Acre para lavagem e higienização de veículos oficiais. O deputado Emerson Jarude, inimigo público do governo, errou ao afirmar que o Estado “vai gastar” valores altíssimos para obter esse serviço, sendo que, na verdade, os custos não ultrapassam R$ 3.2 mensais. Leia abaixo:

Nota pública

O governo do Acre, por meio da Secretaria de Estado da Casa Civil, esclarece que, a respeito dos questionamentos feitos pelo deputado estadual Emerson Jarude, durante a sessão da Assembleia Legislativa, em 11 de junho de 2024:

A Casa Civil do governo do Estado do Acre desempenha um papel essencial ao assistir a Governadoria, que engloba o Gabinete do Governador, Casa Civil, Escritório de Apoio, Palácio Rio Branco, Casa Militar e Representação do Governo em Cruzeiro do Sul. Atualmente, a frota da Casa Civil totaliza 33 veículos, distribuídos entre os seis órgãos mencionados.

O contrato mencionado pelo deputado refere-se à adesão a uma ata de registro de preço, a qual não utilizou saldo algum desde sua assinatura. Vale ressaltar que os gastos com lavagem e higienização de veículos dos órgãos da Governadoria, no período de janeiro de 2023 a junho de 2024, totalizaram R$ 58.109,00. Isso representa um gasto médio mensal de R$ 3.228,27.

No Brasil, a legislação relativa à licitação e contratação pública de empresas para prestação de serviços segue um rigoroso trâmite legal, com critérios rígidos que visam garantir o uso eficiente dos recursos públicos.

Em relação à contratação da empresa para lavagem de carros pela Secretaria de Estado da Casa Civil, é importante destacar que a adesão não reflete necessariamente os gastos efetivos do órgão com determinado serviço. Embora haja um valor global estipulado, sua utilização depende da necessidade real de uso, resultando em oscilações nos gastos ao longo da vigência do contrato.

A Casa Civil é composta por servidores comprometidos com a eficiente gestão e fiscalização de seus contratos, priorizando a transparência e a adequada aplicação dos recursos públicos.

Por fim, nos colocamos à disposição para quaisquer esclarecimentos adicionais que possam ser necessários.

Jonathan Xavier Donadoni
Secretário de Estado-Chefe da Casa Civil

Você não pode copiar o conteúdo desta página