sexta-feira, julho 19, 2024

Top 5 desta semana

Notícias relacionadas

“Matador do presídio” e comparsa são julgados nesta terça-feira, em Rio Branco

Os presidiários Marcelo Maia da Costa e Rafael da Silva Campos, denunciados pelo assassinato do detento Edivan da Silva Dias, estão sendo julgados nesta terça-feira, 9.
A sessão é realizada no plenário da 1ª Vara do Tribunal do Júri, no Fórum Criminal, sob a acusação de homicídio com as qualificadoras de motivo torpe, recurso que dificultou a defesa da vítima e por meio cruel.
Consta na denúncia que na manhã de 31 de agosto do ano passado, Marcelo Maia, conhecido como “matador do presídio”, e Rafael Campos assassinaram o também detento Edivan da Silva Dias. O crime aconteceu no pavilhão “K”, na saída para o banho de sol.

Edivan foi morto com pelo menos 30 golpes de estoque, uma arma de fabricação caseira.
Marcelo Maia, teria imobilizado a vítima, enquanto Rafael teria desferido os golpes.
Pouco tempo depois, os dois autores do crime, foram identificados por policiais penais.
Na delegacia de flagrante, os presos confessaram o crime.
Rafael, cumpre pena pelo latrocínio de um policial penal.
Já Marcelo Maia, responde também pelos assassinatos de outros dois presos.
Em janeiro deste ano, ele e o comparsa Jonas Santos da Silva mataram Antônio Gedenilson Simplício da Mota de 4 anos, e o enteado dele, Diego Lopes Nascimento.

Você não pode copiar o conteúdo desta página