quarta-feira, abril 24, 2024
InícioPolíciaJuri popular condena homem que invadiu escola para matar ex mulher, em...

Juri popular condena homem que invadiu escola para matar ex mulher, em Rio Branco

Publicado em

Júri popular: homem que invadiu escola para tentar matar ex-companheira é condenado

O Conselho de Sentença da 2ª Vara do Tribunal do Júri e Auditoria Militar da Comarca de Rio Branco considerou culpado o réu Jairo da Silva Cordeiro, denunciado pela prática de tentativa de feminicídio ao invadir uma escola para praticar crime contra a ex-companheira Adriana Nascimento Araújo.
A vítima, que era funcionária de serviços gerais da Escola Neutel Maia, situada na capital acreana, foi surpreendida pelo ex-companheiro ao ser atingida a golpe de faca no pescoço enquanto cumpria mais um dia de serviço na unidade escolar.
Jairo Cordeiro foi condenado a cumprir 16 anos e quatro meses de reclusão em regime, inicialmente, fechado pela prática dos crimes de homicídio qualificado, na forma tentada, com três qualificadoras: torpe, recurso que dificultou a defesa da vítima e feminicídio.
O crime aconteceu em setembro do ano passado.
Ao fixar a pena, o juiz de Direito Alesson Braz, titular da vara, considerou os maus antecedentes do réu e que as circunstâncias do crime são prejudiciais.
Na mesma decisão o magistrado negou ao presidiário o direito de recorrer em liberdade.

Copiar

Últimas Notícias

PF faz buscas na casa de suspeito por pedofilia, em Rio Branco

A Polícia Federal deflagrou, nesta quarta-feira (24/4), a Operação Videochamada, que visa combater a...

A frota fuleira do Bocalom: mais um pneu cai e causa gritaria em ônibus, nesta 4ª

O pneu de um ônibus que faz a linha do Calafate desprendeu do eixo...

Vídeo do deboche em Paris: operação contra jogos de azar apreende bens e bloqueia contas de mais 4 influencer´s do Acre

A influencer acreana Gleyna Natasha Silva debochou, debochou....até que foi acordada pela polícia, na...

Serviço Social do Hospital do Idoso proporciona reencontro de paciente separado da família há 30 anos

Morador de Acrelândia, interior do Acre, Gilberto Lima, de 76 anos, reencontrou a família,...

Deputada bolsonarista mandou e hacker executou invasão ao sistema do CNJ, diz PGR

O procurador-geral da República, Paulo Gonet, denunciou a deputada federal Carla Zambeli (PL-SP) e...

Você não pode copiar o conteúdo desta página