quarta-feira, abril 24, 2024
InícioPolíciaPromotor comunica agressão ao MP-AM, que deve investigar pecuarista Sidney Zamorra; Reveja...

Promotor comunica agressão ao MP-AM, que deve investigar pecuarista Sidney Zamorra; Reveja a denúncia

Publicado em

O Ministério Público do Amazonas deve abrir investigação contra o pecuarista Sidney Sanches Zanorra, acusado de contratar militares do Acre para ameaçar e açoitar posseiros na região. A denúncia exclusiva (reveja abaixo) foi dada por oseringal nesta sexta, com vídeos em que um posseiro aparece ensanguentado após ser surrado por policiais que seriam do BOPE do Acre. O promotor de Direitos Humanos Tales Tranin informou que, “como o conflito ocorreu em terras amazonenses, é o MP de lá que deve abrir procedimento”.

Tranin disse que já comunicou a ocorrência ao MP-AM.

A Polícia Militar do Acre não se manifestou a respeito da denúncia, feita em vídeo por um líder comunitário rural (abaixo).

 

 

 

VÍDEO: Pecuarista Sidney Zamorra é acusado de contratar “PM´s milicianos” do Acre para açoitar posseiros; Última vítima está grave

Copiar

Últimas Notícias

Vídeo do deboche em Paris: operação contra jogos de azar apreende bens e bloqueia contas de mais 4 influencer´s do Acre

A influencer acreana Gleyna Natasha Silva debochou, debochou....até que foi acordada pela polícia, na...

Serviço Social do Hospital do Idoso proporciona reencontro de paciente separado da família há 30 anos

Morador de Acrelândia, interior do Acre, Gilberto Lima, de 76 anos, reencontrou a família,...

Deputada bolsonarista mandou e hacker executou invasão ao sistema do CNJ, diz PGR

O procurador-geral da República, Paulo Gonet, denunciou a deputada federal Carla Zambeli (PL-SP) e...

Candidato a pai aos 60 anos, senador Márcio Bittar brinda reencontro com filho psicólogo após 3 décadas

Impossível negar a semelhança entre Pedro Márcio Almeida Bittar e o pai, o senador...

Moraes dá cinco dias para o X explicar lives de contas bloqueadas pela Justiça

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou que o X (antigo...

Você não pode copiar o conteúdo desta página