terça-feira, maio 28, 2024
InícioDESTAQUEAcre: operação apreende armas e mídias na casa de ex-prefeito que disse...

Acre: operação apreende armas e mídias na casa de ex-prefeito que disse que levaria desembargador “para o buraco”

Publicado em

O ex-prefeito de Feijó, Raimundo Pinheiro, o “Dindin”, sofreu buscas e apreensões em sua casa, na manhã desta quarta-feira. Foram apreendidas armas e mídias.

“Dindim” é autor de ameaças contra um desembargador do Tribunal de Justiça do Acre, cujo nome não foi revelado. Um irmão do ex-prefeito também foi visitado pela polícia. Ele deveria ser a pessoa para consumar a ameaça, segundo a polícia.

“Vamos levar ele para o buraco”, disse ele á Chefia de Gabinete do magistrado, no início do mês de março. O ex-prefeito se irritou após não encontrar o desembargador, com quem queria falar.

A Promotoria Criminal de Feijó, em conjunto com a Polícia Militar do Acre (PMAC), deflagrou nesta quarta-feira, 17, a “Operação Algar”, com o cumprimento de mandados de busca e apreensão contra dois investigados no município de Feijó. Acima, a entrevista do promotor do caso, Bernardo Fitterman Albano.

A operação faz parte do procedimento de investigação criminal instaurado pelo MPAC para apurar a prática do crime de ameaça perpetrado contra um desembargador do Tribunal de Justiça do Acre (TJAC). Durante as buscas, foram apreendidas duas armas de fogo além de celulares e mídias.

Conforme informações contidas nos autos, a ameaça ocorreu em decorrência da atividade jurisdicional do desembargador no julgamento que gerou a inelegibilidade de um ex-prefeito do município.

Considerando a necessidade de aprofundar as investigações, especialmente na identificação de possíveis coautores da ameaça, o MPAC solicitou o afastamento da garantia à inviolabilidade da intimidade e do domicílio, conseguindo a expedição do mandado de busca e apreensão, com autorização para acessar dispositivos eletrônicos móveis, bem como a suspensão da posse e porte de arma dos investigados, apontados como o autor direto e mandante da ameaça, e seu irmão, apontado como possível executor.

O nome da Operação Algar faz referência ao sinônimo da palavra “cova”, pois no contexto da ameaça, foi mencionado que o desembargador seria levado “para o buraco”.

Copiar

Últimas Notícias

Vídeo mostra momento em que homem invade residência para matar mulher e amigo dela, em Porto Velho

Câmeras de monitoramento registraram as tentativas de um homem de 29 anos em invadir a...

Vídeo: o aparato de guerra na chegada de “Luizinho do CV” ao Acre; Ministro boliviano liderou prisão

Luiz Gomes da Silva, o Luizinho do CV, foi deportado pelas autoridades bolivianas no...

X1 e X2: eleição e posse de diretoria é confirmada para 21 de abril

O Presidente da Comissão Pró-fundação da Federação Acreana de X1 E X2, convoca a...

Cantor Hangell Borges é preso na madrugada em boate, em Rio Branco

O cantor sertanejo Hangell Borges foi preso na madrugada deste sábado, 25, na boate...

Acre inicia campanha de vacinação contra paralisia infantil na próxima segunda-feira, 27

O governo do Estado, por meio da Secretaria de Saúde do Acre (Sesacre), lançará...

Você não pode copiar o conteúdo desta página