segunda-feira, abril 22, 2024
InícioDESTAQUEETAS I e II têm enormes rachaduras, reservatórios estão desabando e toda...

ETAS I e II têm enormes rachaduras, reservatórios estão desabando e toda a Rio Branco pode ficar sem água tratada

Publicado em

Nas últimas 24 horas surgiram na estação de tratamento de água de Rio Branco enormes rachaduras nas paredes do reservatório. Colunas de alvenaria se romperam, vigas de concreto armado apartaram e parte da laje veio abaixo. A passarela caiu.

Toda estrutura na ETA ll está comprometida e a qualquer momento ela pode despencar, o que deixaria a capital acreana sem água tratada sabe- se lá por quantos dias – ou meses.

Segundo os próprios engenheiros do SAERB (Sistema de Água e Esgotos de Rio Branco) o dano tem sido causado por um deslocamento de terra a uma profundidade de 15 metros. O fenômeno seria, segundo eles, num raio de 30O metros em volta da ETA que fica às margens do Rio Acre, na região da Via Verde.

O fenômeno surgiu após a vazante do rio no mês passado, e a cada dia vem se agravando.

É como se o deslizamento de terra estivesse empurrando a estrutura da estação de tratamento de água para o meio do leito do rio, causando ruptura da parte que fica em terra firme.

Tem sido constante o trabalho dos técnicos emendando a rede de alta tensão de energia que funciona as bombas flutuantes e a tubulação que joga água da calha do rio para o reservatório que ficam sobre o barranco

Os funcionários do SAERB estão tentando minimizar o vazamento do reservatório construindo barreira de contenção feita com sacos de áreas na encosta das paredes pelo lado de dentro do reservatório.

Mesmo assim, a água não para de jorrar para o lado de fora, conforme mostra a imagem da fotografia feita pela reportagem de Oseringal ao meio dia desta quarta-feira.

No SAERB, ninguém grava entrevista sobre a situação. Mas nossa reportagem apurou que a ETA l que fica a poucos metros da ETA ll, rio abaixo, também está com a infraestrutura comprometida.

As duas estações de tratamento de água são responsáveis pelo abastecimento de toda Rio Branco.

As informações sobre a situação das ETAs já foram repassadas à prefeitura, por meio de um relatório enviado ao prefeito Tião Bocalon.

O prefeito não se manifestou publicamente sobre o problema.

No final da tarde da última terça-feira Bocalon visitou as duas ETAs, acompanhado de geógrafos, engenheiros e técnicos da administração municipal, mas saiu do local sem falar nada e, nem permitiu que alguém do órgão revelasse à população a catástrofe que está prestes a acontecer.

Copiar

Últimas Notícias

Às 17 horas: “Farra na República Gourmet” neste domingo tem cerveja a R$ 0,99 e entrada liberada para mulheres

O Pagode já tradicional na República Gourmet tem novo horário. Começa logo mais à...

Jantar em Brasília: Gladson, Socorro Neri e Aberson reafirmam unidade do PP e tratam Alysson como “prefeiturável”

O governador Gladson Cameli, presidente estadual do PP, o secretário Aberson Carvalho (Educação), presidente...

9 mil motoristas do Acre estão com o exame toxicológico vencido e podem perder o direito de dirigir

Dados do próprio Departamento Estadual de Trânsito (DETRAN/AC) apontam que cerca de 9 mil...

Vem, Aedes aegypti: a água escassa, suja e parada na fonte que não funciona em frente à prefeitura de Rio Branco; VÍDEOS

Aquela mega reforma em tons de azul. Lembram? Desbotou. A Praça da Revolução parece ter sido preparada...

Calote no povo: as 1001 casas do Bocalom, que seriam entregues daqui a 24 dias, ficaram pra depois das eleições

A assessoria da Prefeitura de Rio Branco informou que as 1001 unidades habitacionais prometidas...

Você não pode copiar o conteúdo desta página