domingo, junho 23, 2024

Top 5 desta semana

Notícias relacionadas

Socorro Neri é a candidata do PP após “gesto de lucidez e grandeza política” do governador Gladson Cameli

A professora Socorro Neri deve mesmo ser a candidata do Progressista à Prefeitura de Rio Branco. Mais votada nas eleições gerais dentre os oito parlamentares da Câmara Federal em 2022 – inclusive campeã de votos na capital -, ela recebeu do governador Gladson Cameli, presidente da Executiva Estadual do PP, toda a autonomia para decidir se vai ou não para a disputa.

“A realidade chegou à porta do governador. Seria um absurdo negar legenda á deputada, que vive uma alta em seu mandato e é combativa nas urnas. Seria surreal abandonar uma candidatura com cenário concreto para chegar á vitória para ser vice de um prefeito que tem uma rejeição enorme e não trata a cidade como deveria”, opinou um aliado ao grupo progressista. Ele comenta reservadamente que a declaração dada pelo governador “é um aceno de lucidez e grandeza política”.

Figuras de prôa do União Brasil, aliás, como o senador Alan Rick e os deputados federais Ulisses Araújo e Roberto Duarte, já reconheceram que Socorro Neri é o nome capaz de disputar com o candidato do MDB, Marcus Alexandre, num provável segundo turno.

Neri colocou seu nome à disposição ao pressentir que o PP tende coligar com o Partido Liberal do prefeito Tião Bocalom, abdicando da candidatura própria já homologada pela legenda e rebaixando a agremiação a mero coadjuvante como vice. O secretário Alysson Bestene, com esta decisão do governador, deverá ser convencido a repensar mais no partido do que na sua pretensão pessoal de ser prefeito por dois anos, a partir de 2026, caso Bocalom fosse reeleito.

A deputada federal mantém sua disposição para disputar a eleição, e já tem o apoio de todos os parlamentares com mandato ligados ao PP, além de um grupo forte de aliados como o PSDB do presidente da Aleac, Luiz Gonzaga.

Socorro Neri deve desembarcar na capital logo mais e reunirá com membros do partido. Oficialmente, o Progressista não confirmou a candidatura dela, mas fontes ligadas á legenda garantem que o aval do governador “era o sinal que a gente esperava para seguirmos com nossas próprias pernas”.

 

Você não pode copiar o conteúdo desta página