sábado, junho 22, 2024

Top 5 desta semana

Notícias relacionadas

TJ mantém condenação e deve mandar prender pistoleiro que matou pecuarista e ex-presidente do Banacre

Por unanimidade de seus membros, a Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Acre manteve a condenação de Vilmar Vieira de Souza, envolvido no assassinato do pecuarista e ex-presidente do Banacre, Braga.
Em novembro do ano passado Vilmar, que responde o processo em liberdade, foi condenado a 19 aos e 3 meses pelo crime. Consta na denúncia que ele foi a responsável por contratar o pistoleiro Sardinha, o autor direto do crime. A defesa do réu recorreu da sentença.
Vilmar

O advogado alegou que a decisão dos jurados foi contrária às provas do processo e pediu um novo júri ou a redução da pena. A relatora do caso, desembargadora Denise Castelo Bonfim, negou os pedidos.

O voto da desembargadora foi acompanhado pelos demais membros da Câmara Criminal.
Com a decisão de segundo instância, Vilmar Vieira, que mora no interior do estado de Goiás, pode ter a prisão preventiva decretada.
O pecuarista Mauro Braga foi assassinato com um tiro em 19 de dezembro de 2002, na porteira de uma das fazendas do bancário.
Vilmar Vieira só foi julgado em novembro do ano passado, 21 anos após o homicídio e a exemplo dos outros réus também foi condenado.
Além de Vilmar Vieira também foram condenados Bodão, a 16 anos de prisão; Sebastião Bento, a 18 anos; e Dinara Lobo, a 12 anos. Já o pistoleiro Sardinha foi sentenciado em 2004 a 16 anos de prisão.
O pecuarista Bodão teria sido, segundo a denúncia, o mandante do crime. Ele tinha dividas com  Maura Braga e para não quita-las decidiu planejar a morte do ex-presidente do BANACRE.

Você não pode copiar o conteúdo desta página